Faz um mês desde que foi confirmado o primeiro caso de coronavírus em Portugal. Apesar do crescimento significativo do número de infetados, a pandemia tem sido razoavelmente controlada, quando comparada com os outros países da Europa Ocidental.

O Governo tem vindo a lançar uma série de medidas e incentivos de apoio a famílias e empresas e, de acordo com o Research da CBRE, o esforço financeiro já excede os 35 mil milhões de euros, 17% do PIB de Portugal.

Em Portugal, o setor imobiliário entrou neste contexto com uma posição robusta, com fortes fundamentos no mercado de ocupação e elevada liquidez no mercado de investimento.

A CBRE espera que o COVID-19 tenha um efeito negativo de curto a médio prazo no mercado imobiliário em Portugal, desde que o surto seja controlado num prazo razoável. No presente relatório resumimos o impacto por setor.